O amor dos outros!

Algumas vezes na vida a alma vai doer.-  Doer tão forte!
Você vai carregar um peso que nem sabia que existia no mundo. E mesmo assim você vai ter que seguir o fluxo.- Vai ter que sorrir mais uma vez. Vai ter que acreditar que nem todo mundo que entrar na sua vida vai dilacerar seu pobre coração.
-Alguns poucos meu amor. -Poucos serão tão homens de verdade!
Poucos te tocarão a mão de verdade pelo prazer te segura-la. Poucos serão alegres e gentis. 
Tão poucos que nem sei contar! Poucos vão te dizer romantismo. Acredite! 
Muitos vão te pedir pra passar a noite sem compromisso. 
Vão te levar pra dançar só pra ver o rebolado que você dá. Querida, Poucos lerão as cartas que com tanto amor você escreveu. Poucos ficarão se existir crises!
Alguns ainda vão ter o desleixo ou a falta de vergonha de pedir para que vocês os esqueçam. Como se ama-los fosse uma tarefa que concluímos sozinhas.
Alguns tantos. Quase poucos. Todos de uma forma sempre sabem onde querem chegar!
-Quando se tem o que quer fica difícil ficar. Dá pra entender? Dá pra endossar?
Acho que eu fiz isso um milhão de vezes. -Quebrei a cara! Fui feliz! E depois quebrei a cara mais uma vez.
Devo ter face de quem gosta de ser passada pra trás. Por que quando você se entrega de coração, você só espera algo de lindo em troca.
Me chamaram de esperta hoje pela manhã. Sorri. Voltei pra dentro de casa e olhei no espelho. De esperta eu não tenho nada! AINDA!






- A dor continua...
Quando acaba não faz mais nenhuma diferença! Apenas sabemos quem foi que perdeu!!

                             

                                                                                             Juliane Policarpo

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.