Em cada interior uma criança! Feliz dia das crianças!

É uma nostalgia só. Você olha pra trás e percebe que você cresceu!
A vida passou. Talvez depressa demais! Foi um piscar de olhos, mesmo.
Você já não ganha mais presente no dia das crianças, mais você se sente tão perdida. Como se fosse um bebê. Um bebê que perdeu a mãe na loja de brinquedos. 
E você tenta encontrar algum rosto conhecido.
Alguém que você sabe que vai te levar pra casa em segurança! 
Acorda! Você não está presa na loja de brinquedos. Você só está pressa em você mesma.
É! 
Vai ser difícil se encontrar, depois de tantos murros.
Depois de tantas paradas desordenadas.
Eu conheço a sensação. É! Eu tenho medo de que ninguém me encontre. 
Medo de ficar perdida pra sempre. Medo de ser só uma figurante do mundo.
Enquanto meu desejo grita por um papel de protagonista.
Cada pequeno passo que eu dei quando criança. É também cada passo que eu dou aqui hoje.
Cada sorriso e cada esperança minha, cresceram em mim des de lá.
Eu sempre achei que o mundo era egoísta e cruel comigo.
Eu me enganei.
Ele só queria me ensinar a crescer!



Feliz dia das crianças!
Feliz dia das crianças para aquelas que ainda não cresceram! E principalmente para aquelas que nunca deixaram morrer!





2 comentários:

  • Amanda Tôrres | 12 de outubro de 2013 05:36

    Acho que nós nunca deixamos de ser criança. A gente vai passar a vida inteira tendo pequenos surtos, nos sentindo perdidos e sozinhos e querendo aquele aconchego de genet que a gente confia. A diferença é que quando nós crescemos não podemos mais ficar fazendo birra, a genet tem que esconder essa insegurança e agir como se estivesse tudo bem. Eu amei seu texto e seu blog, vou voltar VÁARIAS vezes aqui.
    Beijão
    barradosno-baile.blogspot.com

  • Juliane Policarpo | 12 de outubro de 2013 05:51

    *-------* Obrigada florzinha! Beijo!

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.