Cara cadê , O cara?

Cadê aquela vírgula, que esqueceram de colocar no meio da minha frase.?
- Tudo deixa de fazer sentido.  
Tudo anda bagunçado, e eu aprendi a gostar disso.
- É como se eu soubesse que a qualquer momento o rádio de pilha , que toca ao fundo, desligasse.- Que o céu fosse amarelo, ao invés de azul. 
E que ninguém vai entender que as coisas pra mim nunca fizeram tanto sentindo, 
até o dia em que eu tropecei, com meus próprios medos. Normalmente nem penso mais eu tantas coisas.
Deixo. Acalmo. 
Não vou me estressar.-e sobre o amor? - Nem sei mais onde encontra-lo. Cadê o tal principe?
-Pra onde Romeu foi? - Cadê a metade da laranja?-
Permite a mim mesma , deixar de sofrer, de gritar o nome de quem nem sabe quem sou.- O cara certo, está por ai em algum lugar. Ele deve estar colhendo flores pra alguém que também será a pessoa errada. Para alguém que nem merece.
- O cara certo , deve andar de mãos dados com o tempo, perdido. 
- Ou viajando, por ai... Paris , Argentina, Rio de janeiro. Por favor, Venha até Brasilia. -Terra de poucos principes perfeitos, cidade quente, fria , morna. - Chata, Alegre...
Me encontre por ai, seja meu amigo. Por favor, Seja normal. Menos , Mais...  - Me leve pra fazer coisas diferentes. - Depois de um tempo o conto de fadas terá acontecido. O que estraga o romance do mundo atual , é que ninguém acredita mais em romance , em amor... Isso é piegas, frescura... GRUDE.
Eu deixei de acreditar, muitas vezes. Mais nem todas as decepçoes do mundo me fizeram desistir pra sempre, eu nunca desisti de mim, nem me abandonei. E olha que eu não tive poucas. - Chegue logo. Por que eu não desisti, Mas parei  pra descansar.

2 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.