Pedaços Rabiscados de Mim

E se eu me sentir errada demais está noite vou me despedir de mim, vou me abandonar ,
se eu pudesse apenas olhar no seus olhos e ainda me encontrar segura...
e se suas mãos não tivessem recuado, talvez eu ainda estivesse  tranquila.

São conversar malucas de baixo da escada , de baixo do sol  que vem e vão em tons
preto e branco, que me fazem feliz , ou mais ou menos feliz, que dita regras, e fala grosso.
Conversas , chatas e legais que odeio admitir precisar delas, toda vez que anoitece.
Gritar já não é mais necessario, já que a voz não quer sair, mesmo que gritar seja a melhor opção.
Eu tava dando voltas dentro de mim  , de um lado a outro, procurando o que faltava, vivendo e sendo quem sou, ou quase isso. Tentando trazer de volta o que fugiu.


 Hoje já não tenho mais saudades de ninguém ,  saudades  apenas de mim!

2 comentários:

  • Veronica Rodrigues | 23 de março de 2010 09:49

    "Hoje já não tenho mais saudades de ninguém, saudades apenas de mim! "

    Eu sempre disse isso, sempre escrevi isso. E achava que eu fosse louca de sentir saudades de mim. Mas agora vejo que tenho uma pessoa com quem compartilhar (:

    Amei os textos, continue a escrever !
    Um beijo !

  • Juliane Policarpo | 23 de março de 2010 12:24

    ah, não somos loucas não, pode acreditar.
    é otimo ter alguém que se identifique com as mesmas coisas que eu, faz a gente não se sentir só.
    Um beijo.

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.